Você está aqui: Home » Notícias » Secretarias » Saúde » Prefeitura propõe programa de controle à obesidade para público adulto

Prefeitura propõe programa de controle à obesidade para público adulto

Prefeitura propõe programa de controle à obesidade para público adulto

Em visita ao Centro de Atendimento à Obesidade Infantil de Marília – Caoim, o secretário da Saúde, Márcio Travaglini, destacou o trabalho realizado e a necessidade de levar o serviço às Unidades Básicas de Saúde

O secretário municipal da Saúde participou nesta sexta-feira, de reunião de trabalho do Centro de Atendimento à Obesidade Infantil (Caoim). Além de conhecer in loco as necessidades da unidade e ouvir as demandas da equipe multidisciplinar, o responsável pela pasta destacou a importância do trabalho realizado junto às crianças obesas e sobrepeso e a necessidade de se ampliar as ações para o público adulto.

Segundo Travaglini, a obesidade é um problema de saúde pública, que começou primeiro nos países desenvolvidos e agora já é uma realidade nacional. Metade da população adulta brasileira está fora do peso. “O obeso é aquele indivíduo que vai ter mais chance de no futuro ser um hipertenso, um diabético, e vai estar na estatística das principais causas de adoecimento e morte no Brasil que são as doenças cardiovasculares, entre outras”, destacou.

Enxergando essa realidade, a administração Vinícius Camarinha, através da secretaria da Saúde, quer expandir o trabalho já realizado pelo Caoim e que é voltado às crianças e adolescentes, ao público adulto. “O Caoim foi idealizado para atender a criança obesa e sobrepeso, mas sabemos que a obesidade ocorre também no adulto. Estamos solicitando à equipe que já comece a preparar ações voltadas a esse público”, disse.

De acordo com Travaglini a implantação dessa linha de cuidados à obesidade deve acontecer em parceria com o governo do Estado e Ministério da Saúde.

Inicialmente, o objetivo é disseminar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Saúde da Família e demais unidades do município o conhecimento e a promoção de saúde como estratégias de combate à obesidade, no que diz respeito a importância da atividade física, alimentação saudável,  combate ao tabagismo, sedentarismo e acima de tudo na divulgação dos hábitos saudáveis em geral.

Para a coordenadora do Caoim, Luciana Pfeifer, a presença do secretário no Centro de Atendimento foi de suma importância para a motivação da equipe e para a continuidade dos trabalhos. “Essa visita e a proposta de ampliação do serviço nos deram esperança de que esse trabalho venha a crescer ainda mais e tornar-se extensivo às unidades de saúde. Era todo o apoio que precisávamos”, afirmou.

Para a coordenadora do Caoim, Luciana Pfeifer é de fundamental importância o  município ampliar o programa de controle à obesidade para o público adulto. “A obesidade é um problema de duas pontas. Da prevenção enquanto criança, e da intervenção no adulto, quando ele já adquiriu a obesidade, para isso é preciso ampliarmos o nosso olhar, uma vez que até agora, as nossas experiências, são com crianças e adolescentes. Mas, estaremos nos capacitando para atender a esse novo público”, ressaltou.

Resultados - O Centro de Atenção à Obesidade Infantil existe há sete anos. Desde 2008 começou a apresentar resultados. De lá para cá vem crescendo, se qualificando e ampliando suas ações. O programa oferece 240 vagas a cada semestre, mas efetivamente o apoio chega a 180 crianças em média.  Lembrando que o atendimento é extensivo às famílias, o que praticamente duplica o número de pessoas assistidas.

Levantamento feito pela unidade mostra que das famílias que permanecem até o final do programa e se comprometem com as orientações oferecidas, 53% chegam a alterar o IMC (Índice de Massa Corpórea), e 82% delas começam a praticar algum tipo de atividade física e melhoram sua qualidade de vida. Em muitos casos, o comportamento da criança é modificado, com a melhora da auto-estima e do condicionamento físico. “Elas mudam seu contexto de vida, até mesmo junto com a família, com relação a sentimentos, por se sentirem mais autoconfiantes e inseridas no grupo”, afirmou a coordenadora do Caoim, Luciana Pfeifer.

O atendimento no Centro de Atendimento à Obesidade Infantil acontece uma vez por semana, quando as crianças e seu responsável recebem por três horas atendimento clínico e de toda a equipe multidiscplinar. Todo esse atendimento é construído ao longo do semestre.

O Caoim recebe a demanda de todas as Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família, de clínicas particulares, Hospital das Clínicas, Ambulatório Mário Covas, escolas, além da demanda livre.

Na avaliação da enfermeira, Regina Crepaldi, trabalhar com o adulto é sempre mais difícil por conta dos hábitos adquiridos desde a infância. No entanto, um trabalho inicial  junto as UBS já está sendo realizado com sucesso, através da mudança da prática de hábitos saudáveis.  “Aos poucos esse público adulto começa a levar para casa um novo conceito de alimentação e a valorizar a qualidade do que vai à mesa”, disse.

Envolvimento familiar – Para a nutricionista Michela Lavagnini, a reeducação alimentar é fundamental na vida das crianças, adolescente e dos adultos para uma melhor qualidade de vida. De acordo com ela, hábitos alimentares vivenciados dentro do ambiente familiar, na escola e no dia a dia com um mercado amplo de consumo disponível influenciam para que o indivíduo se torne ou não um obeso. Realidade que é estudada e modificada através das ações promovidas pelo Caoim. “A participação da família nesse processo de mudança é fundamental para que o resultado apareça”, frisou.

Segundo a psicóloga do Caoim, Liane Camargo Lima Leonel a psicologia tem que tentar trabalhar a restruturação familiar para que as mudanças sejam enfrentadas com menos trauma. “Muitos pais não conseguem falar não para a criança na hora de ela comer, têm dó, sofrem com a mudança alimentar. O envolvimento da família no processo de emagrecimento é fundamental. Não dá para mudar o hábito dentro de casa, se não houver o envolvimento de todos”, ressaltou.

 

Experiência exitosa do Caoim chama atenção do Ministério da Saúde

Incentivado pela secretaria municipal da Saúde, o Centro de Atendimento à Obesidade Infantil se inscreveu no programa de “experiência exitosa” do Ministério da Saúde. O trabalho realizado e os resultados obtidos chamaram a atenção do Ministério que estará em breve visitando a unidade. Segundo destacou o secretário da Saúde, Márcio Travaglini a classificação do Caoim no programa poderá ser divulgada em âmbito nacional e o trabalho servir de modelo como ação de combate à obesidade.

 

Fotos Ligia Ferreira

Assessoria de Imprensa

Facebook Email

Rua Bahia, 40 - Centro - CEP: 17501-900 - Telefone: (14) 3402-6000           Portal com WordPress | Criado e desenvolvido pelo Grupoi9

Ir para o topo da página