Direitos Humanos realiza reunião mensal da Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência

Aconteceu no último dia 6 de setembro, na Famema, uma reunião mensal da Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência. O encontro foi promovido pela Prefeitura de Marília, através da Coordenadoria de Política para Mulheres e visa reunir ações e serviços das áreas da assistência social, justiça, segurança pública e saúde, integrando a rede de enfrentamento, ao contemplar o eixo previsto na Política Nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres.

Na ocasião foram debatidos importantes aspectos do contexto como: o SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) que é a notificação compulsória da saúde em casos de violência, a necessidade da sistematização das informações referentes aos casos de violência, evidenciando a integralização nas áreas da saúde, assistência e polícia civil, com o objetivo de otimizar o atendimento e o acompanhamento da vítima, assim como o fluxo de atendimento à mulher vítima de violência que receberá importantes contribuições do mestrado da Famema.

De acordo com a coordenadora de políticas para mulheres o encontro foi muito proveitoso. “Estamos trabalhando com a rede há uns meses e com isso abrindo o diálogo com todos os atores envolvidos, evidenciando limitações e propondo soluções conjuntas para que o nosso município tenha uma política efetiva nas questões da mulher, neste caso, referente à mulher vítima de violência. Hoje contamos com mais de 10 instituições inseridas na rede cooperando para a solidificação da política municipal de enfrentamento a violência contra a mulher”, disse Jaqueline Primaz, responsável pela rede de atendimento à mulher vítima de violência.

Participaram da reunião a secretaria municipal de Direitos Humanos, através da Coordenadoria de Políticas para Mulheres e da Coordenadoria de Política para os Idosos; a secretaria municipal da Saúde, através do NASF, Apoio a Atenção Básica, Saúde do Adulto, Saúde da Mulher e Saúde da Criança; a secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, através do CREAS e do CRAS Teotônio Vilela; secretaria municipal da Cultura; Polícia Civil, através da Delegacia de Defesa da Mulher e do NAN; Defensoria Pública; OAB Mulher; Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania; Pós Graduação da Famema; Núcleo de Apoio a Comunidade da Famema e Força Sindical do Sindicato dos Químicos de Marília e Região.

 

Foto: divulgação

Facebook Email