Festival Dançar a Vida 2018 segue com workshops e apresentações até domingo

Segue até domingo (15) o Festival Dançar a Vida 2018. Com grande sucesso de adesão e de público, o evento recebe mais de mil bailarinos que participam de aulas, ensaios e concorrem em diversas modalidades de dança.

O evento é uma realização da Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, em parceria com o Instituto Cultural Promodança e Uirapuru Socialização e Arte.

Nos finais de semana, as apresentações abertas ao público acontecem a partir das 16h; já nos dias de semana o teatro é aberto às 18h – no último dia, 15 de julho, será em horário especial: 15h. A entrada é gratuita

Desde o primeiro dia, o festival já realizou várias premiações. Como por exemplo, as maiores notas no Clássico, que teve o prêmio dividido entre as escolas Bale Isabel Gusman (Assis) – com a apresentação Sakura e Studio de Dança Sabrina Coelha (Santos) – que apresentou Plumete.

Também foram indicados bailarinos para bolsas internacionais. Para o Coastal City Ballet (Canadá), foram indicados os bailarinos: Barbara Guerreiro – Balé Isabel Gusman; Sofia Tarrago – Estúdio de Dança Raquel Teixeira; Lýgia Galeano – Studio de Dança Márcia Belarmino; Giovana Acácio – Estúdio de Dança Raquel Teixeira; Alexandre Lobo – Grupo Fama; Vinicius Nunes – Academia Roda Viva; Gabriel Barbosa – Balé Isabel Gusman e Jean Lincon – Gisele Bellot Escola de Dança.

A bailarina Lídia Prado do Grupo Fama, de São Paulo, também recebeu a indicação de Laura de Aira para o Ballet Parque del Conocimiento , na Argentina.

“Ainda tem muitos bailarinos, coreografias e modalidades para avaliar. O Festival que é um grande sucesso de adesão e público, segue até domingo e até lá ainda teremos muitas outras premiações”, disse Ricardo Gimenez, do Uirapuru Socialização e Arte.

Após as apresentações será realizada a Cerimônia de Premiação onde serão concedidos os prêmios especiais do festival. Participarão desta premiação as bailarinas Jaine Ribeiro e Brenda Gonçalves que receberam no festival de 2017 o contrato para o Coastal City Ballet.

Para concorrer em Marília no palco do Festival Dançar a Vida, foram realizadas seletivas em diversos pontos do Estado de São Paulo (Suzano, Caraguatatuba, São Caetano do Sul, Barra Bonita, Ilha Solteira e também em Marília), seletiva em Mossoró (RN) e vagas concedidas no Concurso de Misiones – Argentina.

Os prêmios oferecidos chegam a mais de R$ 20 mil, divididos em várias categorias e valores. A premiação será concedida em dinheiro e também em artigos de dança da Capezio do Brasil. Foram selecionados bailarinos e bailarinas que serão indicados para Bolsa de Estudos no Canadá e Argentina e para últimas vagas para o Dança Ourinhos.

A programação completa do Festival pode ser acessada no blog da Secretaria da Cultura: www.culturamarilia.blogspot.com.br.

 

 

Fotos: Divulgação

Facebook Email