Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
30
30 SET 2021
OBRAS PÚBLICAS
São Bento e estruturas de lazer são prioridade, diz novo secretário de Obras

Com a expectativa do fim da pandemia – ou, pelo menos, maior controle da crise sanitária – a população tende a valorizar ambientes para a interação social. Por isso, a prioridade número um do prefeito Daniel Alonso (PSDB), delegada ao novo secretário municipal de Obras Públicas, Fábio Alves de Oliveira, foi a conclusão da praça Maria Izabel, no centro de Marília.

A obra que já custou R$ 1,7 milhão, em frente a Catedral de São Bento, é apenas uma de um pacote de melhorias que o município espera realizar a curto e médio prazo.

A missão, conforme admite o secretário, é manter cronograma ativo de obras e manutenções em estruturaras essenciais, como escolas e prédios da saúde, mas jamais esquecer as áreas de lazer e convivência.

Entre elas estão os poliesportivos, várias praças e também a pista de cooper da Avenida das Esmeraldas, que tem projeto de prolongamento.

“O prefeito determinou máximo empenho nesta conclusão (praça Maria Izabel). Foi algo [a responsabilidade] que eu ‘trouxe para o meu colo’. Vamos terminar de forma rápida e eficiente, dentro dos preceitos de economicidade da gestão pública. Dei ao Daniel a minha palavra”, disse Fábio Alves.

Sem crítica alguma ao antecessor, o engenheiro disse que os primeiros dias de trabalho tem sido de “muitas demandas”. Os pedidos e cobranças vem de setores internos – outras secretarias – e também do público externo.

“A Secretaria de Obras tem que atender muitas necessidades, mas essa questão das estruturas lazer, espaço para convivência das pessoas, é muito importante, quando estamos tendo a oportunidade de retomar a interação social”, disse o secretário.

Talvez por isso a demora para a conclusão da Praça Maria Izabel, entre outras previstas para receber melhorias, tenha irritado tanto o prefeito Daniel Alonso (PSDB) e virado faísca para a queda do ex-secretário, o engenheiro eletricista Hélcio do Carmo.

ABREUZÃO E POLIS

A liberação para eventos esportivos e outros, com público, no Estado de São Paulo, também joga pra cima, entre as prioridades de Alonso, as obras de adequação do estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, o Abreuzão.

Os poliesportivos dos bairros estão na mesma lista, que tem ainda a implementação de ciclovia e ciclofaixas, em parceria com a Empresa Municipal de Mobilidade Urbana de Marília (Emdurb).

Ainda na “categoria lazer”, o Parque Cascata é um dos projetos que devem ser executados ainda nesta gestão. O local tem potencial para atrair grande número de visitantes, devido a represa que dá nome ao lugar.

Depois do bosque municipal, é praticamente a última reserva hídrica em Marília, na qual poderá orbitar um parque urbano, com fácil acesso, principalmente, para bairros das zonas Leste, Sul e Centro.

MANUTENÇÃO

O novo secretário de Obras tem pela frente o desafio da manutenção de estradas rurais e pontes, além do recape e da sequência do programa Asfalto Novo.

“Temos contrato de tapa-buracos, ruas que não tinham [pavimentação] e também recape. A Codemar e também outras empresas que têm vencido licitações estão trabalhando, são vários contratos, um após outro, sempre trabalhando. Vamos manter isso. Com um trabalho contínuo, a população sente a melhora”, afirmou o novo chefe da pasta.

GRANDES OBRAS

No horizonte, Fábio de Oliveira vislumbra a possibilidade de grandes obras para Marília. “Agora essa é a minha cidade também, já me considero mariliense, quero viver aqui e morrer aqui. O prefeito tem alguns sonhos, que eu compartilho com ele. Quando falamos em grandes obras, sempre temos que pensar em parcerias”, afirmou.

Para o secretário, a articulação de Alonso em Brasília e São Paulo podem transformar algumas delas em realidade.

“No momento vamos focar nas realizações que já estão em andamento, dentro de um planejamento já realizado, e vamos ajustando para 2022. Mas creio ser muito possível atrair obras dos Ministérios (Esportes, Cidades) nos próximos anos para Marília”, disse Oliveira.

Em conversas com aliados próximos, Alonso já mencionou diálogos com outros governos para as chamadas grandes obras.

Entre elas, a reforma e construção de estrutura profissional e olímpica para o atletismo no Pedro Sola.

 

Fonte: Marília Notícia

Seta
Versão do Sistema: 3.1.7 - 02/12/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia