Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
22
22 OUT 2021
AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO
Projeto AgroFloresta recupera área degradada e promove a segurança alimentar em Marília
enviar para um amigo
receba notícias
Projeto utiliza o método de reflorestamento, intercalado por culturas alimentares utilizando sementes crioulas

Agrofloresta ou Sistema Agroflorestal (SAF) reúne as culturas de importância agronômica em consórcio com a recuperação e preservação florestal. Uma maneira de minimizar os impactos ambientais, contribuindo para o uso sustentável dos recursos naturais.
É considerado o sistema de produção que mais se aproxima de uma floresta natural, equilibrando a preservação da área com seu uso em benefício à segurança alimentar.
O Projeto “AgroFloresta – Produzindo Sustentabilidade” está sendo desenvolvido no bairro Maracá, zona norte do município, coordenado pelos ambientalistas Diego de Moura Tramarim, André Luis de Lima e João Carlos Tramarim, e tem apoio da Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e de Limpeza Pública.
Segundo Tramarim, agente da Pastoral da Terra CPT – Marília, o projeto implantado no município é um piloto que se estenderá a outros bairros e será o ponto de equilíbrio entre preservação ambiental e segurança alimentar:
“A Prefeitura de Marília recebeu nosso projeto com boa aceitação e tem nos apoiado conforme avançamos cada etapa. Além do reflorestamento com árvores nativas, plantamos frutíferas para atrair os pássaros e pequenos animais silvestres novamente ao centro urbano. Nos espaços entre as árvores, intercalamos cultivos de alimentos, que permitirão uma alimentação saudável às famílias que estão nos auxiliando, além de moradores próximos. Plantamos, por exemplo, feijão guandu, mandioca, milho, banana, quiabo, abóbora, dentre outras culturas, e os resultados já estão aparecendo. Praticamente 100% das sementes plantadas germinaram, demonstrando a qualidade das sementes crioulas e a capacidade de produção do solo que temos em nossa região”, afirmou Tramarim.
O ativista André Luis de Lima lembra a importância da agrofloresta nestes dias difíceis pelos quais a humanidade passa. “Temos muitas terras que podem receber projetos semelhantes. Orientamos àqueles que desejarem desenvolver um projeto de agrofloresta, para que venham conhecer nossa produção e procure à Prefeitura para apoios e parcerias. Qualquer pequena sobra de área poderá se transformar em um grande projeto ambiental, desde uma horta urbana, a uma agrofloresta, desenvolvendo a sustentabilidade e a segurança alimentar em nossa cidade. Sabemos que muitas famílias estão em dificuldades neste período de pandemia, mas, juntos, podemos mudar essa história, cuidando de áreas ociosas e colocando alimentos saudáveis em nossas mesas.”
O Projeto AgroFloresta é apoiado pelo Programa de Gestão Ambiental do Município, coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente e de Limpeza Pública.


Fotos: Divulgação

Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia