Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
07
07 JUN 2022
CULTURA
Projetos culturais financiados pelo PROAC levam arte acessível ao Teatro Municipal
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO

Nas últimas semanas, três projetos financiados pelo Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, o PROAC, foram apresentados no Teatro Municipal de Marília, garantindo espetáculos artísticos de forma gratuita ou com preços acessíveis.

Para André Gomes, Secretário Municipal da Cultura, os editais do PROAC são muito importantes para a produção e a circulação de espetáculos artísticos “possibilitando tanto o acesso dos artistas aos recursos estaduais para produção e circulação de sua arte, como atendendo o público de Marília e região, que consegue apreciar espetáculos gratuitamente ou com preços populares”, explica Gomes.

No dia 17 de maio, a Cia. Gravitá, de Campinas, realizou apresentação gratuita do espetáculo "Sob o mesmo teto" para alunos da EMEF Paulo Freire e da Casa do Pequeno Cidadão.

Já no dia 4 de junho, a Escola de Dança Âme, sediada em Marília, apresentou o espetáculo "Leopoldina,  uma mulher e tantos nomes", com ingressos a preços populares.

No dia 5 de junho foi a vez do Grupo Trapiche, de São Paulo, que apresentou o espetáculo  "Sítio do Picapau Amarelo: o rapto de Narizinho", com ingresso social a preços reduzidos mediante doação de alimentos para o Fundo Social de Solidariedade de Marília. Já no dia 6, o espetáculo foi apresentado gratuitamente para as escolas agendadas com a produção: EMEF Nicácia Garcia Gil, EMEIS Estrelinha Dourada, Ciranda Cirandinha e Pingo de Gente, Escola Maple Bear Marília e a Escola Ignez Alvez de Rezende Silva, de Ocauçu.

Ainda segundo André Gomes, os editais na área da Cultura são fundamentais para o bom funcionamento de toda a cadeia produtiva da economia criativa: “O financiamento da produção e da circulação de espetáculos geram renda, emprego e oportunidade de acesso à cultura e à arte para toda a população, e a Secretaria da Cultura mantém as portas abertas para os produtores aprovados em editais do PROAC de todo o Estado que queiram se apresentar em nossa cidade”, finaliza o Secretário da Cultura.

Fotos: Gisele Gally

Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia