Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
02
02 AGO 2022
SAÚDE
Divisão de Zoonoses já imunizou mais de 2.000 animais em três ações da campanha antirrábica
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Na última ação, realizada dias 29 e 30 de julho, foram vacinados 552 animais, sendo 475 caninos e 77 felinos domésticos

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Saúde e através da Divisão de Zoonoses, já imunizou mais de 2.000 animais nas três ações de vacinação antirrábica que foram realizadas até agora no ano de 2022.
As ações aconteceram nos dias 30 de abril, 25 de junho e 29 e 30 de julho, sendo vacinados um total de 2.050 animais (cães e gatos). Na ação de sexta e sábado (dias 29 e 30) foram aplicadas 552 doses, sendo imunizados 475 caninos e 77 felinos domésticos.
“A Divisão de Zoonoses da Secretaria Municipal da Saúde de Marília executou, por 34 anos consecutivos, campanhas de vacinação antirrábica de cães e gatos, ações que contribuíram para a eliminação da variante I (canina) de nosso meio, reduzindo drasticamente o número de casos da doença no ambiente urbano. A nova condição epidemiológica que reclassificou nossa região levou o Ministério da Saúde a suspender as campanhas anuais de vacinação e aplicar um novo modelo de atenção, em que o imunoterápico passa a ser oferecido mensalmente para uso em postos fixos de atendimento”, relatou a Equipe Técnica da Divisão.
Ainda segundo a Divisão de Zoonoses, as equipes, que têm por prioridade a execução de ações de vigilância tais como a observação de animais agressores, animais suspeitos, e a remessa de material biológico para diagnóstico laboratorial da doença, vêm procurando se adaptar a esse novo modelo, experimentando novas formas de atuação de acordo com disponibilidade de vacinas, e sempre com vistas às regiões de maior vulnerabilidade uma vez que casos de raiva em herbívoros, transmitida por morcegos, continuam ocorrendo na região com bastante frequência.
A equipe técnica esclarece à população que cada animal deve ser vacinado apenas uma vez ao ano e não em cada evento.


Fotos: Divulgação

Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia