Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
09
09 NOV 2021
DIREITOS HUMANOS
Direitos Humanos disponibiliza profissionais intérpretes no Núcleo de Libras da Secretaria de Direitos Humanos
enviar para um amigo
receba notícias
Núcleo atende prioritariamente os órgãos municipais como, UBS, UPA, Ganha Tempo, Emeis, Emefs, Procon e Autarquias

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, estará disponibilizando intérpretes no Núcleo de Libras da secretaria.
Libras é a sigla da Língua Brasileira de Sinais, de modalidade gestual-visual, possibilitando ao surdo ou deficiente auditivo se comunicar através de gestos, expressões faciais e corporais. É reconhecida como meio legal de comunicação e expressão desde 24 de Abril de 2002, através da Lei nº 10.436.
Núcleo de libras contará com duas interpretes de libras, as pedagogas, Jéssica Roberta da Silva Corrêa, para ter acesso aos serviços pode entrar em contato através do telefone ou whatsapp (011) 91038-8641- das 7h30 às 13h (manhã); e Inis Marques da Silva Prado, pelo contato (011) 91038-9577 (tarde).
Desta forma, elas atuarão das 7h30 até as 17h, de segunda a sexta-feira, além de plantões de finais de semana, ressaltando que tão somente para urgência e emergência, ambas possuem celular coorporativo, com os quais prestarão também um serviço de intermediação em português e Libras por meio de vídeo chamada, permitindo a comunicação entre pessoas com deficiência auditiva e os profissionais dos serviços públicos municipais.
Coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos, o Núcleo de Libras atende prioritariamente os órgãos municipais como, UBS (Unidade Básica de Saúde), UPA (Unidade de Pronto Atendimento), Ganha Tempo, Emeis e Emefs, Procon e Autarquias, onde necessitem de intermediação entre o surdo e o funcionário público.
“Libras é uma importante ferramenta de inclusão social e por isso promovemos mais este serviço à pessoa com deficiência, com foco na dignidade e qualidade de vida a todos, indistintamente”, afirmou o prefeito Daniel Alonso.
Segundo a intérprete Jéssica Roberta, “O núcleo de libras vem atender a um reclamo contínuo da pessoa com deficiência auditiva, pois muitos tinham parentes ou amigos ouvintes para acompanha-los em departamentos públicos, ficando reféns de escritas e mímicas, que normalmente eram mal compreendidas. Hoje com nosso atendimento tudo ficou mais fácil”.
Para Inis Prado, “o Núcleo de Libras é um passo importante para o cidadão surdo mariliense. Digo um passo, pois estamos na fase embrionária e muito há que se construir tanto para o funcionário público municipal, que além do suporte de intérpretes na interpretação através de vídeo chamada, poderão contar com cursos básicos de capacitação, em grupos organizados pela Secretaria de Direitos Humanos e ministrados pelas intérpretes do Núcleo, para um prévio atendimento da pessoa surda, como para a Comunidade Surda, na qual, precisamos fazer um amplo trabalho de divulgação e conscientização da proposta de serviço que o Núcleo oferece”, acrescentando que “É um projeto desafiador de inclusão, pois, requer empenho e continuidade tanto das autoridades municipais, como esforço e interesse dos funcionários públicos em se capacitar pelo menos no básico da Libras.
A procura pelos serviços tem crescido cada dia mais, no primeiro mês houve 37 atendimentos e em grande maioria resolvidos com sucesso de forma remota, porque os intérpretes contratados são sensíveis e preocupados com a realidade que estamos vivendo, diante do isolamento social provocado pela pandemia Covid-19.
Além da intermediação em português e libras, o serviço também realizará cursos básicos de capacitação, sempre visando à efetiva inclusão.
O Núcleo de Libras passa atender por orientação da gestão do governo do Prefeito Daniel, através desta Secretaria de Direitos Humanos, que é a referencia para atendimento aos serviços das pessoas com deficiência, seremos a sede do Conselho da Pessoa com Deficiência que garantirá seus direitos, e apoio à comunidade surda de Marília. “Desde então, políticas de inclusão aos PCDs estão sendo pensadas e elaboradas no nosso plano de metas para promover a inclusão social desta população e atender a todas as especificidades”, disse o secretário de Direitos Humanos, Delegado Wilson Damasceno.


Fotos: Divulgação

Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia