Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
05
05 JAN 2022
MEIO AMBIENTE
Prefeitura de Marília e ONG Le Verdon organizam projeto piloto para coleta seletiva
enviar para um amigo
receba notícias
Objetivo será organizar os catadores de materiais recicláveis para implantação de projeto na zona norte do município


Na terça-feira, dia 4 de janeiro, a Prefeitura de Marília e a ONG Le Verdon, representada pela Embaixadora do Lixo Zero em Marília, Rosângela Dias, com apoio do poder Legislativo, representado pelo presidente da Câmara, Marcos Rezende, reuniram-se com agentes comunitários da saúde e catadores de materiais recicláveis residentes próximos ao bairro Castelo Branco, na zona norte da cidade, para implantação da coleta seletiva de casa em casa, em cumprimento às legislações vigentes. 
A reunião contou com a presença do presidente da Câmara, Marcos Rezende, e teve por objetivo organizar os catadores de materiais recicláveis para implantação de projeto piloto para coleta seletiva na zona norte do município.
A presidente da ONG Le Verdon e embaixadora do Lixo Zero, Rosângela Dias, explica a importância deste projeto piloto e os objetivos a serem alcançados.
“Nesta data demos os primeiros passos para o inicio da coleta seletiva de porta em porta em Marília, apoiando catadores de materiais recicláveis na cidade. Trata-se de um projeto piloto, onde criamos o primeiro módulo que será trabalhado por famílias cadastradas em nossa ONG, e, com apoio dos poderes Executivo e Legislativo, iremos expandi-lo por toda cidade, agregando mais famílias de catadores, visando promover a inclusão socioambiental. Além da coleta seletiva, promoveremos a compostagem, a criação de hortas comunitárias e melhorias na arborização urbana. Ainda, nascentes existentes dentro destes módulos serão recuperadas e protegidas, em parceria com o Projeto Nascentes, coordenado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e de Limpeza Pública. Nosso pensamento é coletar todo material reciclável e reutilizável, e trabalharmos a educação ambiental, desenvolvendo a consciência ecológica em todos os cidadãos marilienses”, afirmou Rosângela. 
O secretário municipal do Meio Ambiente e de Limpeza Pública, Vanderlei Dolce, destaca o avanço da coleta nesta modalidade e pede colaboração da população.
“No momento crítico da pandemia, conseguimos apoiar famílias de catadores através do projeto EcoEstação e doação de sacolas verdes para associações legalizadas e cadastradas junto à Prefeitura. Agora, pretendemos expandir a coleta seletiva de casa em casa, incluindo o máximo de famílias neste projeto inovador, em cumprimento às legislações vigentes. Organizamos a coleta do lixo doméstico renovando a frota de caminhões, construímos e licenciamos a plataforma de transbordo, e agora focamos na coleta seletiva, demonstrando um grande avanço neste tema que promove a inclusão social destas famílias de trabalhadores, e ainda cuida do nosso meio ambiente. Pedimos à população que colabore com este projeto, separando os materiais recicláveis, e entregando-os a estas famílias que serão beneficiadas com este trabalho digno e essencial para a sustentabilidade em nossa cidade”, disse o secretário. 



Fotos: Divulgação
Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia