Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
05
05 JAN 2022
MEIO AMBIENTE E LIMPEZA PÚBLICA
Prefeitura de Marília e ONG Le Verdon organizam projeto piloto para coleta seletiva
Objetivo será organizar os catadores de materiais recicláveis para implantação de projeto na zona norte do município


Na terça-feira, dia 4 de janeiro, a Prefeitura de Marília e a ONG Le Verdon, representada pela Embaixadora do Lixo Zero em Marília, Rosângela Dias, com apoio do poder Legislativo, representado pelo presidente da Câmara, Marcos Rezende, reuniram-se com agentes comunitários da saúde e catadores de materiais recicláveis residentes próximos ao bairro Castelo Branco, na zona norte da cidade, para implantação da coleta seletiva de casa em casa, em cumprimento às legislações vigentes. 
A reunião contou com a presença do presidente da Câmara, Marcos Rezende, e teve por objetivo organizar os catadores de materiais recicláveis para implantação de projeto piloto para coleta seletiva na zona norte do município.
A presidente da ONG Le Verdon e embaixadora do Lixo Zero, Rosângela Dias, explica a importância deste projeto piloto e os objetivos a serem alcançados.
“Nesta data demos os primeiros passos para o inicio da coleta seletiva de porta em porta em Marília, apoiando catadores de materiais recicláveis na cidade. Trata-se de um projeto piloto, onde criamos o primeiro módulo que será trabalhado por famílias cadastradas em nossa ONG, e, com apoio dos poderes Executivo e Legislativo, iremos expandi-lo por toda cidade, agregando mais famílias de catadores, visando promover a inclusão socioambiental. Além da coleta seletiva, promoveremos a compostagem, a criação de hortas comunitárias e melhorias na arborização urbana. Ainda, nascentes existentes dentro destes módulos serão recuperadas e protegidas, em parceria com o Projeto Nascentes, coordenado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e de Limpeza Pública. Nosso pensamento é coletar todo material reciclável e reutilizável, e trabalharmos a educação ambiental, desenvolvendo a consciência ecológica em todos os cidadãos marilienses”, afirmou Rosângela. 
O secretário municipal do Meio Ambiente e de Limpeza Pública, Vanderlei Dolce, destaca o avanço da coleta nesta modalidade e pede colaboração da população.
“No momento crítico da pandemia, conseguimos apoiar famílias de catadores através do projeto EcoEstação e doação de sacolas verdes para associações legalizadas e cadastradas junto à Prefeitura. Agora, pretendemos expandir a coleta seletiva de casa em casa, incluindo o máximo de famílias neste projeto inovador, em cumprimento às legislações vigentes. Organizamos a coleta do lixo doméstico renovando a frota de caminhões, construímos e licenciamos a plataforma de transbordo, e agora focamos na coleta seletiva, demonstrando um grande avanço neste tema que promove a inclusão social destas famílias de trabalhadores, e ainda cuida do nosso meio ambiente. Pedimos à população que colabore com este projeto, separando os materiais recicláveis, e entregando-os a estas famílias que serão beneficiadas com este trabalho digno e essencial para a sustentabilidade em nossa cidade”, disse o secretário. 



Fotos: Divulgação
Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia