Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
13
13 JUN 2022
MEIO AMBIENTE
Projeto Doce Futuro completa primeiro ano e apresenta resultados positivos
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
O projeto recupera uma imensa área degradada no Bairro Maracá, reflorestando o espaço, desassoreando nascentes e reintroduzindo a fauna silvestre no ecossistema

Neste domingo, 12 de junho, o Projeto Doce Futuro comemorou seu 1º ano de atividades, data que marca o plantio da primeira árvore na área escolhida para recuperação ambiental.
O projeto recupera uma imensa área degradada no Bairro Maracá, reflorestando o espaço, desassoreando nascentes e reintroduzindo a fauna silvestre no ecossistema.
Totalmente degradada pelas queimadas e descartes de lixo há 12 meses, hoje, a mesma área apresenta a recuperação de quatro nascentes, o plantio de 8.735 árvores nativas de espécies variadas, 12 espécies de abelhas sem ferrão, que ajudam na polinização da flora local, bem como atraiu a biodiversidade, reintroduzindo diversas espécies de insetos, pássaros e pequenos animais, como borboletas, tucanos, seriemas, corujas, sanhaço azul, pica-pau, saguis, dentre outros, reequilibrando a cadeia alimentar na área.
Johnny Thiago Santana, coordenador do projeto, explica as ações desenvolvidas neste primeiro ano.
“O primeiro passo foi conscientizar a população sobre evitar descartes de lixo na área e, principalmente, não atear fogo na vegetação. Este trabalho de educação ambiental foi essencial para podermos dar sequência na recuperação da área. Após, iniciamos o plantio de árvores para recomposição da vegetação, introduzimos colônias de abelhas sem ferrão para ajudar na polinização e desassoreamos quatro nascentes, que colaboram para a manutenção dos rios que abastecem a cidade. Concluímos a construção de um centro de educação ambiental, onde receberemos alunos para aulas e palestras sobre o meio ambiente, desenvolvendo a consciência preservacionista nestes jovens, criando uma geração que cuidará do nosso planeta”, afirmou Johnny.
O meliponicultor Fernando Garcia relata os caminhos percorridos para o sucesso do projeto. “Conseguimos apoio da Prefeitura, através do gestor ambiental Cassiano Rodrigues Leite, que nos orientou os caminhos onde nos foi concedido o uso da área. Após, licenciamos as atividades junto à Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado de São Paulo, e Secretaria da Agricultura Estadual, recebendo a autorização para manejo da fauna e flora neste espaço. Atualmente estamos concluindo a certificação junto ao IBAMA, deixando o Projeto Doce Futuro totalmente legalizado junto aos órgãos ambientais, cumprindo fielmente as legislações vigentes. Acreditamos sermos os únicos na região com farta documentação”, disse Fernando.
O Projeto Doce Futuro é acompanhado pela Secretaria de Limpeza Pública e Serviços, colaborando com a campanha de educação ambiental sobre descartes irregulares de lixo e queimadas urbanas em áreas públicas.


Fotos: Divulgação

Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia