Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
12
12 ABR 2019
SAÚDE
Semana de mobilização contra o Aedes aegypti movimenta dezenas de escolas municipais
enviar para um amigo
receba notícias

Ação faz parte do PSE (Programa Saúde nas Escolas) desenvolvido em Marília por duas secretarias municipais

A semana foi marcada em Marília pela mobilização contra o mosquito Aedes aegipty entre os estudantes da rede pública municipal em todos os níveis de ensino. A programação foi realizada pelo PSE (Programa Saúde na Escola), por meio das secretarias municipais da Saúde e da Educação, com envolvimento de mais de 60 estabelecimentos de ensino e cerca de 20 mil alunos.

Teatro, oficinas de pinturas e colagem, passeatas, distribuição de panfletos, bate-papo com profissionais da saúde, entre outras ações, agitaram as escolas. As atividades aconteceram entre segunda (08) e esta sexta-feira (12).

Algumas escolas estaduais integradas pelo PSE e colégios particulares da cidade também aderiram à programação. Outros estabelecimentos estaduais manifestaram interesse de realizar ações relacionadas ao tema.

A enfermeira Alessandra Arrigoni Mosquini, supervisora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, afirmou que esse tipo de movimento é fundamental para difundir informação, principalmente com uma abordagem estratégica.

“Nós adultos somos tentados a crer que já sabemos demais. As crianças não. Elas têm uma relação mais aberta ao aprendizado e estão nos ajudando a lembrar a população, por exemplo, que os ralos dos banheiros e dos quintais exigem cuidados, que o mosquito pode se reproduzir atrás das geladeiras (reservatórios) ou que basta uma simples tampinha de garrafa para que a fêmea bote seus ovos”, exemplifica.

A supervisora de Educação Básica, Aline Talavêras, da Secretaria Municipal da Educação, lembra que as escolas tiveram autonomia para desenvolver as atividades, de acordo com o tema. “O que vimos foi muita criatividade, muita interação ‘Saúde-Escola’ e muitas lições para nós, adultos”, disse a educadora.

SAÚDE NA ESCOLA

A supervisora da Divisão de Projetos da Secretaria Municipal da Saúde, que também coordena o PSE, Geórgia Balbino Guedes Pinto, explica que o programa é federal e consiste num convênio interministerial (Saúde-Educação), com atuação em 12 áreas.

Além do controle do Aedes, estão incluídos acompanhamento de vacinas; estímulo à atividade física; saúde bucal; prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas; promoção da cultura de paz, cidadania e direitos humanos; prevenção das violências e acidentes.

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Nesta sexta-feira (12), a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde divulgou o boletim epidemiológico semanal, com atualização das informações sobre dengue na cidade.

Até esta data (12) foram notificados em Marília 1.559 casos suspeitos de dengue, dos quais 851 já estão descartados. São 345 confirmações autóctones (contraída no próprio município) e 12 casos importados. Outros 362 casos estão sob análise.

As principais orientações à população são a eliminação dos criadouros e o atendimento receptivo aos agentes de saúde durante as visitas domiciliares. Em caso de nebulização (perímetros com casos positivos), é importante permitir o acesso das equipes para o controle químico.

Fotos: Divulgação

Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia