Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
16
16 DEZ 2020
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
Central de Videomonitoramento do Programa Ronda Azul em Marília ajuda a Polícia a elucidar furtos em escolas
enviar para um amigo
receba notícias
Um homem de 38 anos foi detido pela Polícia Militar, apontado como autor de furtos em escolas da cidade

O Programa Ronda Azul, que teve sua Central de Videomonitoramento "Marcos Aurélio Pereira" inaugurada pela Prefeitura de Marília no último dia 10 de agosto e que tem como objetivo principal dar mais segurança aos prédios públicos municipais, através da instalação de câmeras e alarmes, vem colaborando com a Polícia Militar na elucidação de furtos e danos.
Na terça-feira (15) a Polícia Militar deteve um homem de 38 anos, apontado como autor de furtos em escolas da cidade. Segundo a PM ele teria sido reconhecido por imagens de câmeras de segurança.
Os PMs já estavam em posse de imagens cedidas pela Central de Videomonitoramento do Programa Ronda Azul, que fica no Paço Municipal, que mostravam diferentes invasões e que foram usadas para o reconhecimento do autor dos furtos em escolas no município.
Além das imagens e ao ser levado para o Plantão Policial, ele teria sido reconhecido por representantes de mais de uma escola.
O prefeito Daniel Alonso ressaltou que esta detenção demonstra que o programa está cumprindo com o esperado ao ser idealizado e instalado na cidade pela sua administração.
“O objetivo do Programa Ronda Azul é exatamente este, monitorar todos os prédios públicos, como as escolas, por exemplo, e inibir a ocorrência de furtos ou a identificação daqueles que, mesmo sabendo dessa monitoração, insistem em cometer esses delitos”, disse o prefeito.
O chefe do Executivo destacou também a economia que traz aos cofres públicos com a utilização da tecnologia para melhorar a segurança dos prédios públicos. “Quando assumimos eram gastos R$ 7 milhões por ano com segurança privada e mais R$ 4 milhões por ano com monitoramento. Fizemos uma licitação e hoje, com mais de 200 prédios monitorados por mais de mil câmeras, investimos pouco mais de R$ 900 mil reais por ano, o que nos permite que estes 10 milhões economizados possam ser investidos em saúde, educação, assistência social e nos próprios servidores.”
O coordenador de Serviços de Vigilância Patrimonial, Adilson Simão de Souza, destacou o trabalho em parceria com a Polícia Militar. “As câmeras da Central de Videomonitoramento conseguiram flagrar o indivíduo em ação. Elaboramos boletins de ocorrência e, mediante solicitação da PM, disponibilizamos as imagens que tornaram possível a identificação do autor dos furtos”.
COMO FUNCIONA O PROGRAMA RONDA AZUL
O Programa Ronda Azul mantêm câmeras de segurança e alarmes nos prédios públicos municipais, como escolas, unidades de saúde, serviços da Sads (Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social), Ganha Tempo e secretarias municipais externas, como Cultura; Esportes, Lazer e Juventude; Meio Ambiente e Limpeza Pública; Obras Públicas; Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico; entre outros locais como o Terminal Rodoviário Urbano.


Fotos: Mauro Abreu/Assessoria de Imprensa PMM

Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia