Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
29
29 ABR 2021
PLANEJAMENTO ECONÔMICO
Prefeitura realiza primeira audiência pública para elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias
Projeto de Lei será encaminhado à Câmara, que marcará outra audiência antes da votação do projeto até 30 de junho

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento Econômico, realizou na manhã de terça-feira, dia 27, no auditório do 2º andar do Paço Municipal, a primeira audiência pública de elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2022.
Na ocasião, o secretário de Planejamento Econômico, Ramiro Bonfietti; e o chefe de gabinete de Planejamento Econômico, Bruno de Oliveira Nunes, apresentaram o projeto de elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
A audiência contou também com a participação popular, sendo coletadas sugestões para a elaboração da LDO.
A Lei de Diretrizes Orçamentárias é realizada anualmente e estabelece os parâmetros para o orçamento a ser elaborado e executado, adequando o mesmo às diretrizes e metas da administração pública e, baseando-se no que foi estabelecido no Plano Plurianual.
A LDO é um elo entre o Plano Plurianual (peça macro de planejamento) e a Lei Orçamentária Anual.
Os principais objetivos da LDO são: Estabelecer diretrizes, metas e prioridades da administração; Orientar a elaboração da proposta orçamentária; compatibilizar as políticas, objetivos e metas previamente estabelecidas no PPA; e adequação entre receitas e despesas.
As principais exigências da LDO são: concessão de qualquer vantagem ou aumento de remuneração; criação de cargos, empregos e funções ou alteração de estrutura de carreiras; admissão ou contratação de pessoal de qualquer título; dispor sobre percentual de gastos de pessoal inferior aos mínimos estabelecidos no art.20 da LRF; dispor sobre o equilíbrio entre receitas e despesas (art. 4°, I, a – LRF); critérios e formas de limitação de empenho a ser efetivada nas hipóteses previstas no artigo 9° e no inciso II do § 1° do artigo 31 (art. 4°, I, b – LRF); condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas (art. 4°, I, f – LRF); forma de utilização e montante da reserva de contingência (art. 5°, III – LRF); autorização para custeio de despesas de competência de outros entes da federação (art. 62, I – LRF); e dispor sobre alterações na legislação tributária (art. 165, § 2°, inc. II – CF).
O projeto de lei da LDO será protocolado na Câmara Municipal até esta sexta-feira, dia 30. Depois disso, o Legislativo irá marcar a sua audiência pública para que a votação ocorra até o dia 30 de junho.


Foto: Divulgação

Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia