Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
03
03 MAI 2021
DIREITOS HUMANOS
Secretarias de Direitos Humanos e Assistência Social se unem para o enfrentamento à violência contra a mulher
Objetivo é alinhar ações em conjunto para o benefício da qualidade de vida das mulheres do município

Na manhã desta sexta-feira, dia 30 de abril, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos de Marilia recebeu a visita ilustre da coordenadora da “Sala ComVida”, advogada Adriana Tognoli, representante da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.
Ambas as secretarias atuam no enfrentamento à violência contra a mulher, através de políticas públicas de denuncias, encaminhamentos e psicoterapia via Disque 100, Ligue 180 e o Centro de Referência de Direitos Humanos, Creas (Centro de Referencia Especializado da Assistência Social), serviços oferecidos gratuitamente pela Prefeitura de Marília.
A “Sala ComVida”, localizada na Galeria San Remo, na Av. Brasil, 116, sala 44-45, 2° andar - Centro (em frente ao Terminal Urbano), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, telefone: (14) 3434-2721, tem o objetivo de fortalecer a prevenção da violência, bem estar e autonomia das mulheres e atende também às mulheres transexuais e travestis.
“O encontro com o secretário Wilson Damasceno e sua equipe foi muito profícuo para alinharmos as ações conjuntas em benefício da qualidade de vida das mulheres do município, especialmente no enfrentamento da violência de gênero”. Estão de parabéns pelo atendimento humanizado que realizam para a população de Marília. A secretária Wânia Lombardi agradece a parceria da Secretaria dos Direitos Humanos, À “Sala ComVida” e coloca a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social à disposição no que lhe couber”, disse Adriana Tognoli.
O Centro Referência de Direitos Humanos é um serviço que está sendo estruturado, de acordo com a secretaria, que fica localizada na rua Olavo Bilac, 369, no bairro São Miguel, e recebe denúncias – que podem ser anônimas - pelo telefone (14) 3401-4429 ou pelo Disque 100 e Ligue 180, com atendimento presencial restrito devido à pandemia, possui uma equipe multidisciplinar de profissionais capacitados, como psicólogos, enfermeiro e assistente social, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.
Para o secretario de Direitos Humanos, Wilson Damasceno, é muito importante esta união, diálogo entre as secretarias, e em breve será lançado o Programa Municipal de Enfrentamento de Violência Contra a Mulher “Todos por Elas”, desafios são grandes, um deles é união entre setores, atuando em rede, esse será primeiro passo, em breve haverá também novidades e lançamento deste programa em parceria com a Delegacia da Mulher de Marília, Polícia Militar, Defensoria Publica e Ministério Público entre outras instituições.
Mais informações podem ser obtidas pelos seguintes locais:
- Secretaria de Direitos Humanos: (14) 3402-4411 ou pelas redes sociais do facebook: #Direitos Humanos Marília# e facebook: #Centro de Referência de Direitos Humanos#, Endereço Rua Olavo Bilac, 369, de segunda a sexta, das 7h30 às 17h.
- Sala Com Vida: localizada na Galeria San Remo, na Av. Brasil, 116, sala 44-45, 2° andar- centro (em frente ao terminal urbano) das 8h às 17h atendimento no telefone: (14) 3434-2721, Facebook: Sala Com Vida.
- Creas (Centro de Referencia Especializado da Assistência Social): Localizado na Av. Brasil, nº 214 - Centro, Marília- segunda a sexta-feira, das 8h às 14h - telefone: 3432-3979.
O QUE É DISQUE 100 E O LIGUE 180?
Ligue 180 - A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 presta uma escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgãos competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.
Disque 100 - Atende denúncias de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes e acolhem denúncias que envolvam violações de direitos de toda a população, especialmente os grupos sociais vulneráveis, como discriminação racial, pessoas em situação de rua, idosos, pessoas com deficiência e população LGBTTQ+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), população carcerária entre outros, denuncias podem ser feitas de forma anônima, sem precisar se identificar.

Fotos: Divulgação

Seta
Versão do Sistema: 3.0.0 - 03/05/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia