Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
13
13 DEZ 2021
PROJETOS
Chefe do Executivo busca recursos federais para implantação do Parque Tecnológico de Marília
enviar para um amigo
receba notícias
O parque em Marília terá investimento que pode chegar a quase R$ 30 milhões e ocupará uma área de 200 mil m² no distrito de Lácio

O prefeito Daniel Alonso, em busca da instalação efetiva do Parque Tecnológico de Marília, esteve nesta segunda-feira (13) em São Paulo em audiência com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes.
Daniel Alonso participou do anúncio de Chamada Pública para a Retomada e Incremento de Parques Tecnológicos no Brasil, que aconteceu no salão nobre da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na capital paulista, organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.
A intenção do chefe do Executivo é trabalhar em várias frentes junto ao Governo Estadual e Federal e parceiros para a implantação do Parque Tecnológico, que já tem credenciamento provisório determinado pelo Governo desde 2017, no primeiro ano da gestão do prefeito Daniel Alonso.
“Nosso principal objetivo é atrair novas empresas e gerar milhares de empregos na área da tecnologia da informação. Vamos fazer de Marília um “Vale do Silício do Centro Oeste Paulista” e entrar para a história”, disse Daniel Alonso, prefeito de Marília.
“Em poucos anos vamos criar em Marília um ambiente de conexão e ecossistemas integrados, Marília será conhecida como uma cidade inteligente”, salientou Daniel Alonso.
O parque em Marília terá investimento que pode chegar a quase R$ 30 milhões e ocupará uma área de 200 mil m² no distrito de Lácio.
A Fundação de Ensino Eurípides Soares da Rocha, mantenedora do centro universitário, gerida pelo Reitor Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, será a instituição gestora do Parque Tecnológico. E o Codem (Conselho de Desenvolvimento Estratégico de Marília) tem sido um importante aliado para a instalação desse Parque Tecnológico.
Dois dos requisitos para a instalação do Parque Tecnológico são a existência de um Centro de Inovação Tecnológica e um Centro Incubador de Empresas, que já existem dentro do campus e são chamados respectivamente de CITec-Marília e CIEM.
Um projeto em 3D do Parque Tecnológico de Marília foi contratado pelo Univem e foi desenvolvido pela empresa NPC Arquitetura do renomado arquiteto mariliense Valério Pietraroia.

O QUE É UM PARQUE TECNOLÓGICO?
Um parque tecnológico é um ambiente onde estão instaladas diversas empresas de segmentos diferentes, mas que têm a tecnologia como ponto focal de seus negócios.
O que difere um parque tecnológico de um distrito industrial é uma gestão voltada à inovação, que estabelece estratégias para integração entre as empresas, com as instituições de ensino e pesquisa, além de serviços especializados para apoiar a competitividade e inovação das residentes neste ambiente.


Fotos: Assessoria de Imprensa PMM

Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia