Ir para conteúdo do site

Ir para conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Facebook
Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
19
19 NOV 2019
ESPORTES,LAZER E JUVENTUDE
Capoeira: Arte afro-brasileira também está presente nos Jogos Abertos do Interior
Foto Noticia Principal Grande
Foto pequena 0
Foto pequena 1
Foto pequena 2

Edvaldo Pereira dos Santos, técnico da seleção de Marília explica os benefícios da modalidade; esporte é disputado há 17 anos no torneio

Presente nos Jogos Abertos do Interior desde 2002, a capoeira tem posição de destaque no Brasil. A afirmação é do técnico da seleção de Marília Edvaldo Pereira dos Santos – mais conhecido como Mestre Pereira – que estreou na quarta-feira,13, no campeonato com o objetivo de conquistar medalhas nas categorias peso leve, médio, médio pesado e pesado.

Com duas divisões: angola e regional, a arte de origem afro-brasileira é segundo o técnico, o esporte que mais trabalha a questão social no país, oferecendo oportunidades a crianças, jovens e adultos em situações de vulnerabilidade. “Só perdemos mesmo para o futebol, que ocupa o primeiro lugar”, revela.

Para o técnico, a introdução da capoeira no âmbito esportivo, é de extrema importância, já que oferece a oportunidade do atleta realizar networking com atletas, técnicos e árbitros e tentar uma vaga em seleções regionais, nacionais e internacionais. “Os Jogos Abertos do Interior é um exemplo disso. Competi como atleta por 11 anos, fui medalhista em todas as edições e sou técnico há alguns anos”.

Além das vantagens esportivas, segundo Edvaldo a capoeira também traz inúmeros benefícios a saúde. “Devido à sua característica multifacetada, que mescla luta, dança, musicalidade e cultura dos negros africanos, ela ajuda a liberar o estresse, trabalha todo o corpo, estimula o condicionamento cardiovascular e musculoesquelético, promove maior flexibilidade, coordenação e estimula o respeito pelo próximo”.

De acordo com o atleta Marco Aurélio de Macedo Galvão, que, este ano, competiu pela primeira vez nos JAI e pratica a modalidade há sete, o esporte atende a todos os públicos e faixas etárias. “Conheço pessoas que começaram a atividade já com 40 e até 70 anos. Não há restrições, só precisa ter interesse pelo exercício e vontade de aprender”.

Nos dias atuais, existem inúmeros profissionais especialistas no treinamento de capoeira para crianças, atletas, terceira idade, dentre outros. Além das academias e centros esportivos da cidade, também há materiais didáticos que ensinam como começar a praticar o esporte.

Premiação   

Dia 13/11, durante os períodos da manhã e tarde, 12 seleções femininas e 10 masculinas, disputaram a modalidade no Cristo Rei. As rodadas resultaram em dois campões: na 1ª. divisão venceu a equipe de Piracicaba (Feminino) e São José do Rio Preto (Masculino). Já na 2ª. divisão, quem venceu o feminino foi  Guarujá e o masculino, Franca. As equipes de Marília iniciaram as partidas com dois atletas a menos, que estavam lesionados, e encerraram a competição em 7º lugar no feminino e 10º no masculino na 1ª. divisão.

 

VINCULADOS À PÁGINA:
Esportes, Lazer e Juventude
Rua: Bahia, nº 40 - Centro/ CEP: 17501-900
Atendimento de Segunda-feira a Sexta-feira das 08 ás 17 horas
Inscreva-se em nossa newsletter e receba informativos
Facebook
Facebook
Instagram
Instagram
Seta
Copyright Instar - 2006-2020. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia