Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Marília - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Marília - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
26
26 MAI 2017
PROJETOS
Depois de 42 anos, Aeroporto de Marília conquista homologação e poderá receber benefícios
enviar para um amigo
receba notícias

A prefeitura apresentou na tarde desta sexta-feira, dia 26, a homologação do Aeroporto Estadual Frank Miloye Milenkowichi. Depois de 42 anos sem o documento, Marília conseguiu regularizar a situação que pode abrir portas para investimentos em obras e atrair novas empresas. No último dia 24 o chefe do executivo esteve no aeroporto, juntamente com o secretário do Trabalho Turismo e Desenvolvimento Econômico Cássio Luiz Pinto Junior, para  uma nova avaliação do projeto que está em andamento, porém com alguns entraves relacionados ao Governo do Estado.

A homologação encerra um processo de dados que viabilizam a definição de rotas de aproximação e decolagem para os diferentes modelos de aeronave. O que não ocorreu anteriormente por falta de um levantamento sobre todas as construções de edifícios na cidade. Participaram do encontro o construtor José Aparecido Rossato, o secretário de Planejamento Rubens Ishii e o servidor arquiteto José Antonio Almeida.

O documento de homologação é uma espécie de mapeamento que identifica os pontos já construídos e também regulariza espaços que podem ser ocupados, além da altitude dos prédios a serem construídos na chamada zona de “sombra”, determinada por uma linha reta entre o prédio mais alto e a pista. No caso de Marília, este ponto mais alto é o edifício Dirna Montolar, na esquina das avenidas Rio Branco e Presidente Roosevelt.

Segundo o prefeito Daniel Alonso essa conquista trará muitos benefícios para a cidade. “Antigamente o desenvolvimento acompanhava ferrovia, depois as rodovias, hoje não há uma cidade que possa se desenvolver sem um aeroporto adequado. Empresas, hospitais, universidades, construtoras, investidores de toda a região dependem de um bom aeroporto”, disse o prefeito.

O chefe do executivo pretende marcar uma reunião com o Governador para que ele autorize o inicio das obras que já foram anunciadas por Geraldo Alckmin em 2013. O objetivo é promover a ampliação do terminal: área de passageiros, distribuição de embarque e desembarque, estacionamento e modernização de hangares particulares.

A ampliação inclui também medidas como implantação de equipamentos de suporte para apoio às aeronaves, o que pode reduzir casos de voos desviados e oferecer mais segurança à operação e, ainda atrair novas empresas e voos, como fretes para viagens. A homologação só foi possível com apoio da iniciativa privada e a apresentação aos órgãos de fiscalização por um grupo de investidores do setor imobiliário liderado pelo construtor José Aparecido Rossato.

Foto: Imprensa PMM Mauro de Abreu

Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia